Por que não estou vendendo?

Postado Por Equipe EeC em 3 ago 2017


Entenda os motivos de poucas vendasVender, grosso modo, é o objetivo de todo empresário. Claro que fazer com que a experiência seja positiva e recompensadora para o cliente também faz parte da fórmula do sucesso, mas para que exista satisfação na compra deve existir a venda.

Por que, apesar de nosso esforço e trabalho árduo, não vendemos como deveríamos ou gostaríamos?

Culpar as condições econômicas do país não é uma atitude madura, apenas retira a responsabilidade que cada dono de loja tem, sem efetivamente alterar nada. Refletir sobre o que pode ser mudado e melhorado para aumentar seu êxito é muito mais positivo e combina com o jeito empresário de ser: o que EU posso fazer para mudar isso?

Como aumentar suas vendas

Vamos a alguns fatores que podem ser, em cada caso, repensado e estudado para incrementar o faturamento:

Você está sendo visto? Sua loja recebe visitas de clientes?

Estar no fundo da galeria que ninguém nunca passa não é motivo para não ser conhecido. Hoje é possível se mostrar de muitas formas, com pouco ou quase nenhum investimento. Sempre tem alguém que fala daquela lojinha escondida mas que é muito visitada e recomendada.

O primeiro passo para vender é fazer-se enxergar. Seja com campanhas pela web, panfletos, promoção, boca a boca… Mostre-se!

2. As pessoas vão à sua loja mas não compram.

Ok, as pessoas visitam sua empresa, olham, perguntam e… vão embora. Será que sua equipe está bem preparada? Sabe oferecer produtos semelhantes e sugerir vendas periféricas? Os clientes estão sendo bem atendidos? Seus funcionários vendem os produtos solicitados e também “vendem” a loja?

Sempre é um bom momento para novos treinamento e motivação diferente para seus funcionários. A energia deve ser religada de vez em quando para não permitir a mesmice e a acomodação.

Só estou dando uma olhadinha…

Quer vender mais?

  1. Seu produto é realmente bom?

 É preciso renovar e repensar sempre, em todas as áreas da vida pessoal e profissional. Rever o que é vendido, se está de acordo com seus clientes, entender a necessidade e se adaptar a ela é uma estratégia inteligente que deve ser executada de tempos em tempos. Buscar novos fornecedores constantemente, negociar melhores preços, trazer novidades, testar produtos – tudo para conseguir casar o que você tem a vender com o que precisam e querem comprar.

4.Preço e prazo

As pessoas no Brasil tem o hábito de parcelar. Segundo o CDL SP o brasileiro divide suas compras em média em 4 parcelas. Obviamente o valor do produto influencia na possibilidade de se dividir o total da compra, mas facilitar o pagamento é, sem dúvida, um atrativo para o sucesso do negócio.

Ter preços compatíveis também conta (lembra do conselho de pesquisar novos fornecedores e negociar bem cada compra de produto?) . Pesquisar a concorrência também é válido.

Atenção para não baixar MUITO os preços ou dar condições de pagamento que sejam incompatíveis com a viabilidade de seu negócio. Lembre-se dos custos fixos, variáveis, perdas – tudo tem que ser muito bem estudado.

Por que você não está vendendo?

  5. As pessoas não tem dinheiro

  1. O cenário econômico que vivemos é esse. Não adianta sentar na calçada e chorar. Você e sua empresa precisam sobreviver dentro dessa realidade. Um empresário é sempre uma pessoa que busca possibilidades com criatividade e com muito trabalho. E é assim que sobrevive aos tempos de vacas magras. Se for preciso, enxugue as despesas, crie uma linha mais barata de produtos, diminua o lucro para conseguir atravessar as tempestades.A crise acontece para todos, de tempos em tempos, em todos os lugares do mundo. Estude muito o seu negócio para ter certeza que está fazendo tudo correto e prospere. Você já chegou até aqui!

Ser empresário é uma paixão que dá muito prazer mas muito trabalho. Fique firme e siga em frente. Seu sucesso vai recompensar todos os perrengues e dúvidas. Olho sempre aberto e muitas vendas!