Clientes tóxicos

Postado Por Equipe EeC em 3 ago 2017


O cliente tem sempre razão? Tem mesmo? E quando o cliente é absolutamente indesejado em sua loja? Sabe aquele? Que chora preço, que reclama de atendimento e qualidade? (Mas retorna sempre, para o desespero dos seus funcionários.)

Primeiro é preciso analisar porque a relação chegou a esse ponto.

O atendimento deixou a desejar?

O cliente está num mau dia? Todos temos esse direito, certo?

Ele recebeu desconto ou outra regalia em outra compra e agora quer que a vantagem se repita sempre?

Qual é o motivo daquele comprador estar ali?

O que você faz para cultivar esses clientes tóxicos?

Um negócio só é bom quando é bom para todos

Toda transação deve ser boa para ambos os lados

Uma venda ou qualquer acordo comercial só é bom quando é bom para todas as partes. Você fica feliz em vender, o cliente fica feliz em comprar. Simples assim! Será que vender a qualquer custo é bom para alguém?

Negociar faz parte de uma venda. Querer ser VIP todos querem. Mas existe um limite que não deve ser quebrado de respeito e benefício para todos os envolvidos.

Satisfazer seu cliente é algo prazeroso, faz seu ofício ter mais sentido. Mas existem os que jamais ficarão satisfeitos. Fuja desses “compradores”! Ele nunca ficará satisfeito e assim nunca fará uma boa propaganda. Ao contrário, são esses que mais denigrem a imagem de uma empresa – os clientes tóxicos ou ex-clientes.

Seja claro e educado, porém firme. Não entre em jogos e leilões de preço. Não discuta. Apenas tenha em mente que é um dos lados de um diálogo chamado VENDA. Faça uma reflexão e descubra como chegou a esse relacionamento ruim e corrija os comportamentos que facilitem essa pequena praga do seu comércio.